agua
banner

Evaporador à Vácuo

São equipamentos capazes de separar os contaminantes presentes nos efluentes duas correntes: efluente tratado e concentrado de poluentes.

O efluente tratado é o resultado da evaporação do efluente bruto que alimenta o equipamento. É fornecido calor ao efluente bruto, que entra em ebulição e a água que evapora desta operação é coletada e chamada de efluente tratado. Já os contaminantes não evaporam e permanecem no interior do equipamento, concentrando gradualmente, conforme o evaporado se desprende. O concentrado periodicamente descartado e o efluente tratado, pode ser destinado para reuso ou lançado, dependendo da necessidade e desejo do cliente.

Todo o processo de aquecimento do efluente bruto ocorre em uma câmara onde a atmosfera é submetida ao vácuo.

Assim, o líquido evapora à temperaturas baixas temperaturas, economizando energia e tornando o processo viável economicamente.

Os evaporadores do tipo bomba de calor são utilizados para capacidades produtivas médias e pequenas, de 2.000 a 7.000 L/dia sendo facilmente operado.

Os evaporadores a água quente, de um modo geral, para vazões maiores do que as de bomba de calor, entre 12.000 a 36.000 L/dia ou especiais.

Funciona com água quente entre 85 – 90°C, vapor em baixa pressão, ou outras fontes energéticas. Construído com múltiplos estágios. Através da utilização de calor em efeito “cascata” em várias fases se pode trabalhar simultaneamente em três produtos diferentes, mantendo separados os três concentrados.

Os evaporadores à vácuo Reusotec permitem a produção de efluente tratado com alta qualidade, passível de reutilização e ainda podem minimizar de custos operacionais quando comparado à sistemas convencionais de tratamento, uma vez que o sistema reduz ou até mesmo zera a utilização de produtos químicos..